apenas fotografia

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Numa época onde se debate a confusão entre a realidade e a manipulação, com apenas fotografia, longe de qualquer tipo de manipulação, obter um resultado destes, pode deixar alguns observadores incrédulos. Mas a realidade é que esta imagem teve origem num único clique.

É assim que vejo a fotografia! A manipulação tem interesse para efeitos criativos. A informação tem que estar isenta manipulação. Tem que ser real e não real mente! Para ser real tem que ser genuína! Quando real mente, passa a ser artística ou até mesmo ridícula! E embora a arte conte história, é uma história floreada sem cores naturais, sem preto e branco natural! Mas a arte já foi documental! No entanto, sem manipulação, podem fazer-se registos criativos!

Mas como o assunto entre a realidade e o documental carece de um debate sério, de um estudo aprofundado para que se esclareçam as cabeças baralhadas, os neurónios do hemisfério direito do meu cérebro estão de costas voltados para os neurónios do hemisfério esquerdo do mesmo cérebro que aguardam em silencio por um debate consistente e esclarecedor.

 

elemento óptico

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Em fotografia, e para que se entenda a formação da imagem, será necessário a utilização dos processo fotográficos mais elementares. É assim, de uma forma muito simples que se começa a entender a fotografia.

E de regresso às origens, é na câmara estenopeica que se começa a observar o processo fotográfico, descrito séculos antes de se descobrir métodos para fixar a imagem.

Construir uma câmara estenopeica, vulgarmente chamada de pinhole ou pin hole, e antes de passar ao processo de registo, é uma forma de observar o resultado que se pode obter.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Ao substituir o orifício por um elemento óptico, percebe-se que existem benefícios claros e de maior nitidez em termos de resultado.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Com recurso ao sistema de registo digital, podem fazer-se registos digitais, longe de uma qualidade digital exigível  para a atualidade, mas de uma qualidade plástica surpreendente e deveras interessante.

19 de agosto

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

19 de Agosto, dia mundial da fotografia, não fica em claro ao meu olhar, mas não gosto muito deste tipo de comemorações, principalmente quando não há respeito pelos fotógrafos, sejam profissionais ou amadores! Dos profissionais há que referir que no exercício da sua atividade merecem todo o respeito porque de uma forma profissional constroem histórias que muitas vezes não são reconhecidas. Os registos fotográficos são documento que falam por si e se muitos acham a fotografia banal, muito à custa da evolução tecnológica, recordemos os fotógrafos do passado que calcorreavam processos técnicos que dependiam do conhecimento adquirido com muita experiência e em que os recursos didácticos não estavam disponíveis na net à distancia de um “tag”. O tratamento da fotografia, hoje chamado de edição, que também se faz, mas sem o devido enquadramento, é quase intuitivo e qualquer habilidoso o consegue fazer, bem ou mal, assume uma ostentada postura, de tal forma que começa a considerar-se um “expert” em fotografia! Mas a fotografia deve conservar alguns princípios que a mantenham genuína, caso contrário, temos apenas editores gráficos que de fotografia nada sabem!

Considero ainda que os motivos que regem um dia mundial deveriam ser válidos 365 dias por ano, podendo ser esquecidos uma vez de quatro em quatro anos, ou seja, um dia nos anos bissextos!

Desta forma, os dias mundiais são no mínimo ridículos!

Quanto aos fotógrafos amadores, que os há em grande numero e alguns muito bem bons, são dignos do nome quando sabem respeitar o próximo (fotografo)!

Mas registe-se que no meu ponto de vista existe mais uma figura no teatro da fotografia! Se até há pouco existiam fotógrafos profissionais e fotógrafos amadores, estão a aparecer em grande numero uns seres que entram no mundo da fotografia e a que eu chamo de cliqueiros!

E o que são cliqueiros!?

São pessoas que se dedicam aos cliques e que sem qualquer autoanálise crítica, espalham imagens sem qualquer cuidado ou qualidade como de grandes registos se tratasse, descredibilizando aqueles que de uma forma responsável produzem imagens de excelência.

E porque é que aparecem repórteres de vídeo!? Porque um repórter de vídeo precisa de ter muitos conhecimentos de fotografia.

Aparte disso, deixo aqui a minha homenagem ao dia mundial da fotografia, repudiando uma pergunta que surgiu nas redes sociais, sobre se “existe o dia mundial do fotografo!?”, pelo facto de a fotografia só existir porque há fotógrafos!

Nesta seleção de fotografias, fiz uma escolha onde aparecem fotógrafos profissionais, fotógrafos amadores e “qui ça”, algum cliqueiro! Registos ocorridos durante o Desfile da Mordomia nas Festas da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo.