fotojornlista João Silva

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Em Viana do Castelo, nos dias 13 a 17 de abril, decorreu o Prémio Estação Imagem 2016, organizado pela associação estação imagem com a colaboração da câmara municipal de viana do castelo. O evento contou com a presença do fotojornlista João Silva, do New York Times, entre outras individualidades da fotografia, que deu o testemunho da fatalidade sofrida em cenário de guerra, numa descrição da realidade dos cenários de guerra por onde passou, bem como todo o seu processo de recuperação até regressar à vida ativa. Falou ainda das motivações que o levaram a seguir a profissão de repórter de guerra.

Apresentou diversas fotografias do seu vasto portefólio, nomeadamente as que conseguiu tirar depois de ter sido vitimado pela explosão da mina no Afeganistão.

Além da conferência foi ainda membro do júri do concurso prémio estação imagem 2016.

fotojornlista Christopher Morris

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode
You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Em Viana do Castelo, nos dias 13 a 17 de abril, decorreu o Prémio Estação Imagem 2016, organizado pela associação estação imagem com a colaboração da câmara municipal de viana do castelo. O evento contou com a presença do fotojornlista Christopher Morris, da revista Time, entre outras individualidades da fotografia, que deu uma conferência sobre o seu trabalho. Embora conhecido pelo seu trabalho no meio fotográfico, tornou-se figura mediática pela agressão sofrida durante um acontecimento numa das campanhas de Donal Trump. No entanto é evidente que o seu trabalho está além de todo o mediatismo. E os vianenses tiveram a possibilidade de tê-lo ouvido falar sobre o seu portefólio e na primeira pessoa.

da longa viagem da vida

Loucos são os que desistem da caminhada da vida porque aqueles que já viajaram durante longo tempo, continuam a caminhar, mesmo parecendo que o caminho acabou! Mas para que o caminho acabe, terá que terminar no abismo que mais não é que o culminar da função social do ser humano quando na sua passagem terrena. Por isso os idosos continuam a sua caminhada da longa caminhada da vida.

Uma idosa que deambulava na estação ferroviária de Viana do Castelo.

da longa viagem da vida
da longa viagem da vida