Sais de prata

Advertisements

De um negativo com cerca de 70 ano, e ampliada uma pequeníssima parte, podem ver-se os sais de prata e a sua distribuição aleatória na emulsão revelada. A imagem original possui um detalhe e uma nitidez inconfundível que só um mestre da fotografia que viveu há muitos anos em Viana do Castelo. Trata-se de Manuel Filgueira Tilde, fotografo galego que viveu e dedicou-se à fotografia a maior parte do seu tempo de vida a Viana do Castelo. Ele é responsável por muitas fotografias que no inicio do século XX se fizeram no distrito de Viana do Castelo.

A base desta fotografia corresponde a cerca de 5mm da imagem originar. Foi digitalizada pelo processo de fotografia macro e tratada no lightroom para ajustar contraste e exposição. As duas imagem apresentadas neste artigo, fazem parte da mesma fotografia, onde um barco à vela, navega nas águas do Rio Lima, em Viana do Castelo. No barco viajam duas pessoas, um homem, o timoneiro e uma mulher que ao que se consegue perceber, transporta um bebé de colo.

Muito se poderia escrever sobre a composição, mas o objetivo desta publicação é mostrar a beleza do grão da emulsão à base de sais de prata.

Deixe mensagem (Leave a Reply)

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Exit mobile version
%%footer%%