over the sea

A ave desafia a proximidade, num voo sobre o mar, como que se quisesse tocar as águas que servem de chão. This is over the sea.

Olha o passarinho

Olha o passarinho! Dizia-se para conseguir o sorriso e pose para a fotografia! Mas para fotografar esses ícones da fotografia, que mais tarde foram transformados em bananas e recentemente em cheese, já que agora nada é necessário dizer para obter a pose, a tal ponto que basta apontar um câmara fotográfica para sacar a bendita pose. Mas isto é assunto para outras guerras.

Sendo o assunto o do passarinho, esse ser que parece tão igual mas que a sua diversidade resultante de variações evolutivas e adaptativas, permite contemplações tão dispares.

Foi assim, no passado dia 17 de Março, no workshop dinamizado pelo CMIA de Viana do Castelo, que teve como formador Pedro Andrade.

A sessão iniciou com uma manhã teórica seguindo-se com uma saída de campo para observação e identificação, onde pudemos assistir à monitorização de alguns exemplares de aves da área visitada.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Chegada com preparação para a caminhada didática de observação de aves.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Lição sobre monitorização de espécies através da identificação por intermédio de anilhas codificadas, com explicação de técnicas para manuseamento do animal por forma a não causar lesões ou stress.

Aspetos técnicos para identificação das espécies.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Locais de observação da Veiga de São Simão.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Observação de habitat e alguns detalhes da fauna local.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Observação do ambiente das diversas aves.

Luis Quinta no CMIA

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Hoje pudemos assistir a uma palestra de Luis Quinta no CMIA de Viana do Castelo, onde apresentou o seu trabalho e algumas histórias sobre reportagens que efetuou até agora, na sua carreira.

Como todo o autor que faz o que gosta, admira, com particular atenção, alguns dos seus trabalhos e para quem assiste com admiração a alguns dos que ele apresenta, e tem a felicidade de captar uma imagem no momento exato, faz-me refletir no momento em que o autor demonstra afeto pelo resultado do seu trabalho. É como acarinhar o animal, o seu modelo fotográfico, esse hipotético temível tubarão, que às mãos do seu fotografo se torna dócil!

Será que os fotógrafos afugentam esse temível animal ao ponto de não o quererem atacar!?

Claramente que nada disso se passa quando se compreende e respeita a natureza, numa atitude de compreensão pelos habitats.

Luis Quinta, um fotografo de natureza, conta com uma diversidade de trabalhos e colaborações, nomeadamente com a revista National Geographic.