Sais de prata

De um negativo com cerca de 70 ano, e ampliada uma pequeníssima parte, podem ver-se os sais de prata e a sua distribuição aleatória na emulsão revelada. A imagem original possui um detalhe e uma nitidez inconfundível que só um mestre da fotografia que viveu há muitos anos em Viana do Castelo. Trata-se de Manuel Filgueira Tilde, fotografo galego que viveu e dedicou-se à fotografia a maior parte do seu tempo de vida a Viana do Castelo....

Buraco da fechadura

Duro fecho, mole fecho, é o fecho da fechadura. Fecha a porta e encerra fechado, tudo que tem confinado. Mas apesar de fechado, o espaço confinado, deixa a vista alcançar, tudo que tem para guardar. É tudo uma questão de buraco da fechadura, para estar fora do confinamento ou estar dentro do confinamento. É tudo uma questão de buraco da fechadura, para estar fora do confinamento ou estar dentro do confinamento.

Estátua a Viana do Castelo

Voltada para o mar, a estátua a Viana do Castelo, recebe os mareantes, esses homens da faina que trazem o pescado para as gentes de cidade e para as gentes que fazem parte da rede comercial do consumo deste produto. A forma da estátua, proporciona jogos de luz com o sol, na apropriação da obra do escultor para a criação da obra do fotografo.

A sombra está morta

A sombra está morta, na busca da vida que persegue uma natureza morta! Timidamente esconde-se, mas deixa a ofuscada sombra marcar a sua presença. Não faz diferença! A sombra não tem exigência! Penso que a fotografia é o que quisermos sem sabermos como nem porquê, por muitas respostas e filosofias que se associem! Mas uma coisa é certa! Ela representa aquilo que cada um consegue ver nela, até mesmo o nada!

Desdentada

Dentada porque tem dentes, mas sem cremalheira é só desdentada. De nada lhe servem os dentes! Mas a roda que é dentada, só pode usar os dentes, se outra roda estiver engrenada. É a vida das engrenagens! E quando as coisas eram inquietantes, e duvidas suscitavam, dizia um velho amigo: Aquilo é um engrenagem do c..., estás a perceber!? Duas rodas dentadas. Mas duas rodas dentadas, continuam desdentadas, porque assim tão afastadas, nunca...

Powered By WordPress | Music Artist

Exit mobile version
%%footer%%