Olhar no horizonte

Estátua conhecida dos vianenses, no seu pedestal e com o olhar no horizonte, de João Alvares Fagundes, está hoje localizada do lado poente do Centro Cultural de viana do Castelo, ao lado do Navio Museu Gil Eannes, local onde foi assente em 2004. No entanto, não foi esta a primeira localização desta estátua. Inicialmente esteve localizada no Jardim Público Margina, em Viana do Castelo, entre a Estátua de Viana e o limite poente do...

Assunto pendente

Assunto pendente porque o que conta na fotografia é o assunto. Ele determina a narrativa da composição. Mas assunto pendente porquê? A razão é simples! O elementos de destaque na composição são pendentes constituídos por argolas de cartolina! Trata-se de uma decoração à entrada da Rua Grande em Viana do Castelo em maio de 2015.

Paulo Vale Afonso

Exposição de fotografia de Paulo Vale Afonso, Going South, uma iniciativa da Oficina de Fotografia da AONORTE. Com a exposição é lançado também o segundo volume de OFZINE, o OFZINE#02. A série de publicações OFZINE iniciou-se com a exposição DENTRO, tendo sido lançado o OFZINE#01 e que terá continuidade em parte das iniciativas da Oficina de Fotografia da AONORTE.

Prémio Estação Imagem e sua sexta edição

Em 2015, 1º ano do Prémio Estação Imagem e sua sexta edição em Viana do Castelo, da organização Estação Imagem, associação sem fins lucrativos, que vem desde 2010 a atribuir anualmente vários prémios, bem como bolsas, a fotojornalistas que desenvolvam trabalhos de reportagem fotográfica. É um prémio a que se podem candidatar fotojornalistas portugueses, dos PALOP e da Galiza. Está aberto também a estrangeiros residentes nas...

Sais de prata

De um negativo com cerca de 70 ano, e ampliada uma pequeníssima parte, podem ver-se os sais de prata e a sua distribuição aleatória na emulsão revelada. A imagem original possui um detalhe e uma nitidez inconfundível que só um mestre da fotografia que viveu há muitos anos em Viana do Castelo. Trata-se de Manuel Filgueira Tilde, fotografo galego que viveu e dedicou-se à fotografia a maior parte do seu tempo de vida a Viana do Castelo....

Lua a gata

Foi numa noite de lua cheia que trouxemos, Lua a gata, cá para casa. Gata de rua, com pouco tempo de vida e recolhida por uma associação de apoio aos animais abandonados. Queríamos um animal de estimação para substituir outro gato que tinha morrido, cerca de um ano antes. Mas como os mortos não tem retorno, há vivos que precisam de apoio. E lá decidimos ir à procura de uma animal, da raça felina, que necessitasse de ajuda, e assim...

Powered By WordPress | Music Artist