#Fog on the bridge

O luz desenha-se onde pode. O nevoeiro revela a sua propagação e a superfície da água recria imagens de luz. Esta é a ponte Eiffel em Viana do Castelo que observada em diferentes situações dá azo à criatividade. As fotografias que dela resultam, na maioria dos casos, são composições míticas.

Fog on the bridge

#A lua inspira

E porque a lua inspira a criatividade, parar de fotografar é difícil e só quando a bateria morre, impossibilitando a continuidade, fica a angustia dos registos por fazer. E porque a arquitectura é desenvolvida com carácter funcional, vestida de uma estética que o criador assume como enquadrada, pode dar origem a composições de particular interesse. É aquilo a que eu costumo denominar de arte sobre arte, apesar da fotografia poder conferir um aspecto interessante às tenebrosidades arquitectónicas.

Neste caso, e na minha opinião, o Centro de Remo de Viana do Castelo, é uma obra de uma arquitectura soberba e inspira à fotografia.

ABR_3263

Noite de lua cheia

Baixa mar em noite de luar, com um nível raramente baixo, consequência das fases da lua. Podemos vislumbrar uma paisagem diferente em noite de lua cheia. A entrada da marina de fundo lodoso, faz brilhar os reflexos do luar.

As imagens, obtidas a partir do ajuste da temperatura de cor, confere o tom azulado que faz realçar as barreiras da marina. A claridade propaga-se pelas nuvens, numa longa exposição.

Tratam-se de dois registos efectuados na marina, junto à Pousada da Juventude em Viana do Castelo.