#Ser modelo

Simples abordagem a atitude para ser modelo.
Só há duas formas possíveis para que um modelo fotográfico possa dar origem a um bom trabalho, deixando todo o trabalho de composição, produção e realização para o fotógrafo.
O recurso à edição de imagem deve servir apenas para corrigir pequenos detalhes aos mais diversos níveis. Caso contrário deixa de ser fotografia e passa para a ser composição gráfica. Em alguns casos, cada vez mais recorrente por parte das revistas de “fofocas”, passa a ser DEFORMAÇÃO GRÁFICA.
Assim há dois tipos de bons modelos:
1 – Os que gostam de ser fotografados e possuem características fotogénicas que naturalmente as utilizam;
2 – Os que simplesmente estão presentes e se abstraem da presença da câmara, deixando transparecer toda a exuberância da forma mais natural.
Nota:Esta é uma opinião pessoal e simplista que não deve ser seguida como regra mas deve ser objecto de reflexão e possível debate.
Exemplos do segundo tipo nas versões monocromática e policromática.
You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.