#Pequena e grande escala

Pequena e grande escala nas coisas de uma cidade de nome Viana do Castelo. De uma forte ligação ao mar, terra de grandes frotas pesqueiras do passado, com desenvolvimento em volta da indústria da pesca e onde nasceu uma industria, de nome Estaleiros Navais de Viana do Castelo, tem vindo a ver morrer tudo o que contribuiu para o seu desenvolvimento. Hoje voltada para a marinha mercante e para o turismo náutico, Viana do Castelo viu desaparecer os Estaleiros Navais de Viana do Castelo que passaram para uma empresa que tenta retirar dos escombros aquilo que outros simpaticamente deixaram cair.

Da pesca não vale a pena falar muito porque é do conhecimento de todos que a Comunidade Económica Europeia deu dinheiro para que se destruíssem as embarcações de pesca tradicional. A mesma comunidade que vem agora impor regras económicas quando pagou para que a economia portuguesa morresse. Ficamos dependentes da manipulação dos economistas internacionais. Clara que uma economia débil necessita de ajuda e ela estará pronta a troco de uma muitíssimo elevada carga fiscal.

E isto poderia ser contrariado?

Claro que sim! Não fosse o egoísmo ganancioso de quem vai para o governo de se querer candidatar aos altos cargos internacionais sob condição de uma obediência cega e vassala daqueles que de uma forma Hitleriana dominam os países de economias frágeis.

Mas voltemos ao que me permite alhear de toda a angustia económica e conseguir manter alguma esperança. Não nos políticos mas sim na minha capacidade de ultrapassar obstáculos que se vai desgastando com o tempo.

São duas fotografias, uma de detalhe e outra geral que apontam para um mesmo equipamento e que leva a recordar as ilusões de menino quando imaginava ou improvisava gruas que na altura denominava com guindastes.

You did not specify a return url in the settings
You did not specify a price in the shortcode

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.